Tag: medo

A lagarta e a borboleta ( parte 2 – a evolução )

A lagarta e a borboleta ( parte 2 – a evolução )

Fico me perguntando o quanto deve ser doloroso para uma lagarta virar borboleta.... assim como, para cada um de nós, sair de sua própria zona de conforto, conquistar algo de novo, desafiar-se, atingir suas metas e objetivos, “subir um degrau na vida”.... A verdade é que, na vida, ou você está avançando ou se movendo … Continuar lendo A lagarta e a borboleta ( parte 2 – a evolução )

A PAZ OU A ESPADA ?

A PAZ OU A ESPADA ?

Disse Jesus que não veio trazer a paz, mas a espada. Como poderia um pacifista, tal qual Gandhi, referir-se à questões bélicas ? Outra não pode ser a resposta senão a de que ele se referia à nossa luta interna; mais propriamente dita àquela contra a prevalência de nossos "impulsos primitivos", sombra ou ainda ego. … Continuar lendo A PAZ OU A ESPADA ?

Medo…

Medo…

O medo é concebido como uma emoção-choque devido à percepção de perigo presente e urgente que ameaça a preservação de seu bem-estar. Temos dois tipos de medo. O medo saudável, aquele que é fundamental para a sobrevivência e adaptação do indivíduo ao ambiente; e o medo doentio, resultado de fobias sociais, pânico, e que consequentemente atrapalham o funcionamento … Continuar lendo Medo…

Ruminismo.

Ruminismo.

Todo mundo sabe que “vaca rumina” - e não é apenas ela que o faz. Mas, não é dessa “ruminação” que quero falar. Há um outro processo de ruminação que nos afeta diária e intensamente e do qual provavelmente não nos damos conta – porque, afinal, temos o péssimo hábito de ficar brincando com o … Continuar lendo Ruminismo.

A curiosidade matou o gato ! Será ? ? ?

Hoje, ao ser questionado sobre particularidades do “curso de resiliência” que apresentarei neste próximo sábado (20/junho), me dei conta que quando criança ouvi infinitas vezes a frase “a curiosidade matou o gato”.  Ouvi da boca dos meus pais, familiares, vizinhos. Adultos a diziam a todo instante; as crianças a repetiam por tabela - de tanto … Continuar lendo A curiosidade matou o gato ! Será ? ? ?