A lagarta e a borboleta ( parte 1 – a esperança )

A lagarta e a borboleta ( parte 1 – a esperança )

 

Caro(a) leitor(a)

Consegue imaginar uma lagarta nos seus “piores dias”; entrando em seu casulo e iniciando seu processo de transformação ? Uma lagarta que não consegue entender o que está acontecendo e porque está acontecendo – justamente com ela ?

Assim como a lagarta, quem de nós já não teve a sensação de estar vivendo um dia de cão ou aquela vontade de desistir de tudo ?

Há muitos anos, justamente num momento em que o mundo parecia estar desabando, recebi de um conhecido a imagem abaixo – que me tocou e cuja frase carrego até hoje; pois ela me faz acreditar em dias melhores e que em muitas oportunidades os acontecimentos estão além da nossa capacidade de compreensão. Então, tudo passa a ser uma questão de “tempo”…

Fernando Pessoa dizia que “Tudo termina bem. Se não está bem é porque ainda não terminou”.

Muito antes de Fernando Pessoa, Heráclito, filósofo grego, já havia observado que “nada é permanente, exceto a mudança”.

Portanto, que esse ano (2018) não seja diferente; mas que façamos nós a diferença: há sim vida e luz no final do túnel !

Namastê

 

 

 

 

 

O que achou desse artigo?

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s