INTENÇÃO POSITIVA

É difícil para muitos acreditar que um bandido ou assassino possa ter alma, que aquela pessoa que consideramos como má possa ter coração.Ao rotular o outro – desprezamos sua origem, sua história de vida, seu “modelo de mundo”; enfim, o desqualificamos.

Aprendi e acredito na teoria de que todos somos, inconscientemente, movidos por intenções positivas (qualquer que seja o movimento que tenha por objetivo atender alguma necessidade da qual não temos consciência e que não estão sendo atendidas ou respeitadas).

Esse trecho do documentário HUMANO, de Yann Arthus-Bertrand (assista em https://youtu.be/RVWwGak3nQY) ilustra essa questão: um “assassino” que foi “educado” a acreditar que a violência era o único meio de proporcionar felicidade ao outro.

Também acredito que falamos muito e conversamos pouco; como se vivêssemos numa bolha, como se nos fosse possível viver sozinhos ou isolados; pouco nos interessamos pelo “outro”.

Ao olhar para o outro talvez consigamos olhar um pouco para nós mesmos, refletir sobre nossas fraquezas e dificuldades.

O que achou desse artigo?

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s