A linguagem é uma fonte de mal-entendidos….

Ontem, uma pessoa muito querida e próxima me disse que estava com “receio” de participar do meu curso de resiliência porque havia lido no folder que os participantes “teriam que” elaborar um “projeto” e ela não sabia fazer um “projeto”, não queria “me frustrar”, “atrapalhar” o meu curso.

Ri e perguntei-lhe se havia lido “O Pequeno Príncipe” – uma obra para todas as idades. Eis alguns trechos do diálogo travado com a raposa:

“Que quer dizer cativar ?

……

— Por favor… cativa-me! disse ela.

— Eu bem quisera, respondeu o pequeno príncipe, mas não tenho muito tempo. Tenho amigos a descobrir e muitas coisas a conhecer.

Nós não conhecemos mais que as coisas que cativamos, disse a raposa. Os homens não têm mais tempo de a raposa e o pequeno príncipeconhecer nada. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não  existem lojas de amigos, os homens não têm mais amigos. Se tu queres um amigo, cativa-me! 

—O que é preciso fazer? perguntou o principezinho.

— É preciso ser paciente, respondeu a raposa. Tu te sentarás primeiro um pouco longe de mim, como agora, sobre a relva. Eu te olharei com o canto do olho e tu não dirás nada. A linguagem é fonte de mal-entendidos. Mas, a cada dia, tu poderás sentar um pouco mais perto.”

Quero voltar à fala da pessoa com quem conversei: receio (temor, medo), teriam que (dever, obrigação), projeto (algo técnico ?), frustrar o outro (como, de que forma).

Do que exatamente ela estava falando ? A que ela se referia ? O que queria dizer com tais “palavras” ? O que tais palavras significavam para ela e não faziam sentido para mim ?

Diz a sabedoria popular que a raposa é um ser astuto e ela deveria ter lá suas razões quando disse “a linguagem é fonte de mal-entendidos”.

Isso acontece porque ao nos comunicarmos não nos é possível expressar com riqueza de detalhes todas as nossas experiências e sentimentos.

Muitas informações acabam se tornando indisponíveis ou inacessíveis ao outro – que só as entenderá se tiver sido “cativado” por nós, se estiver em sintonia, efetivamente conectado a nós e nós a ele.

Quando nossa comunicação não nos permite conquistar ou atingir os resultados que desejamos, a frustração é um sentimento praticamente que inevitável.pequeno príncipe

O essencial é invisível aos olhos, e só se pode ver com o coração – é outra grande sacada do principezinho.

Mas “ver com o coração” tornou-se para nós uma missão árdua, quase que impossível; pois crescemos e, assim o fazendo, perdemos muito de nosso brilho, de nossa essência e ingenuidade.

As pessoas grandes não compreendem nada sozinhas, e é cansativo para as crianças estar a toda hora explicando” – explica o principezinho.

E como já observou a raposa “os homens não têm mais tempo de conhecer nada”, temos pressa, queremos que tudo já esteja pronto e mastigado e nossos relacionamentos não acontecem exatamente da forma e na velocidade que tanto desejamos.

Agir com resiliência também significa, portanto compreender o outro e comunicar-se assertivamente.

De acordo com o interesse dos participantes, no curso sobre resiliência abordaremos a questão da comunicação – ainda que esse assunto mereça um curso exclusivo.

Aguardo por sua presença !

Um comentário em “A linguagem é uma fonte de mal-entendidos….

  1. Goste muito do artigo. Na verdade adorei. Quantas vezes não perdemos oportunidades importantes porque a comunicação é falha? Já aconteceu comigo. O “principezinho” tem toda razão, crescemos e perdemos muito da capacidade de comunicação. Perdemos a simplicidade. Temos dificuldade em nos comunicar, em “ouvir” de fato o que o outro diz nas “entrelinhas”. Há que se ter sensibilidade, paciência e bom senso. A mim o artigo ajudou muito. Percebi que preciso acalmar o coração e o cérebro. Mas e principalmente, conclui por todo o conteúdo do texto, que precisamos aguçar a capacidade de ouvir o que o “outro fala pela palavra” e também “aquilo” que ele não expressa de forma literal, mas “fala” com a voz do coração.

    Curtir

O que achou desse artigo?

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s