LIVROS PARA PINTAR DESESTRESSAM ?

Você já está a par da “última” moda ? ja

Livros de pintura para desestressar: sucesso ! Estão bombando por todos os lados.

Agora, isso funciona mesmo ?

Segundo recente artigo da Mente Cérebro, da Scientific American1, Quando nos empenhamos – ainda que por alguns minutos – em uma tarefa diversa daquelas a que estamos acostumados, que exige concentração e criatividade, será mais fácil distanciar-se de problemas e preocupações, o que nos permite olhar a situação de forma crítica, mas sem nos “misturarmos” com aquilo que incomoda. Ao resgatar a capacidade lúdica (que, às vezes, em meio a demandas e correrias, deixamos de lado) a mente parece desanuviar-se. E o mundo interno fica um pouco mais colorido.”

Então, quem sou eu para dizer o contrário ?

Mas, ATENÇÃO, apressado leitor : o texto diz “a mente parece desanuviar-se”…….

“Parece” ou realmente desanuvia, alivia, desestressa ? Como é isso ?

Isso me faz lembrar de uma historinha de um viajante, em cujo painel do carro acendeu uma luzinha. Perdido no meio do nada, parou no primeiro posto de gasolina que encontrou pela frente. Nada de mecânico, apenas um velho borracheiro ao qual explicou-lhe a situação. O borracheiro imediatamente prontificou-se a ajudar e resolver o “problema”. Este pediu ao motorista que abrisse o capô do carro e, com alicate em mãos, tratou de analisar a fiação do veículo. Em alguns minutos achou o que queria e logo tratou de cortar o “fio responsável por acender a luz do painel”. Todo cheio de si, perguntou ao motorista se a tal luzinha havia apagado – o que foi confirmado, dizendo em seguida: pronto, já pode seguir viagem…..

Ridícula essa historinha, não é mesmo ?

Mas, porventura não é assim que muitas vezes tratamos nossas questões ? Na superficialidade ? Cortamos os fios que acendem as luzes de emergência e pouco nos importamos com as razões delas estarem acendendo ou ainda pouco fazemos para administrar sua causa ?

4cc63f1f50b5b4abb2ce064818f4decaOs livros de pintura, quando utilizados de forma consciente, podem sim ser uma ótima ferramenta para aliviar o estresse.

Todavia, se utilizados apenas como mais um modismo, ou ainda, se utilizados num contexto já saturado por ideias e obrigações, muito provavelmente não trarão os resultados desejados, ou pior, poderão contribuir ainda mais para o aumento do nível do estresse – pois gerarão novas cobranças e frustrações.

Uma das dicas para o viver bem ainda é a velha fórmula do “mais com menos”.

Pense nisso: antes de acrescentar algo novo em sua agenda ou rotina, verifique se já não está na hora de eliminar ou mesmo potencializar alguma atividade que já exista e não esteja dando a devida importância.

Recicle-se, reinvente-se. Dê valor ao que já conquistou !

O que achou desse artigo?

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s