A violência, o medo e o estresse.

Há quatro anos, o professor Brian Perkins, 46, diretor do programa de Liderança em Educação Urbana da Universidade de Columbia, nos EUA, acompanha escolas públicas de favelas cariocas.

Em suas palavras “A ciência mostra que o processo de aprendizagem é afetado negativamente por situações de medo. É preciso resolver a violência para que haja um ambiente favorável ao estudo.

Que o medo paralisa, muitos de nós já sabemos. O importante agora seja talvez entender como esse mecanismo funciona. Afinal, essa “paralisia” atinge a todos, de a crianças a adultos; em todos os ambientes e contextos – afinal, estamos falando de estresse.

Há impactos fisiológicos. Quando a adrenalina entra no sistema, faz o córtex cerebral se desligar. É a parte mais primitiva do cérebro que passa a receber a maior parte das ondas cerebrais. Não é possível processar informações com essa parte.

cerebros

A linguagem, as habilidades processuais e analíticas todas ocorrem no córtex cerebral. Se a mente está ligada ao medo e à sobrevivência ao longo do dia, ela não está pensando.”

O que fazer ?

Sugiro a prática da “consciência intencional”. Afinal, somente através da prática é que atingimos a excelência.

Quer saber mais ? Inscreva-se para o curso de “resiliência” – aprendendo a se fortalecer emocionalmente e a gerenciar o estresse (informações abaixo)

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/educacao/2015/04/1615537-violencia-no-pais-e-obstaculo-para-ensino-diz-pesquisador.shtml

EMAIL_V03_003

O que achou desse artigo?

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s