Sonho ou devaneio ? A parte “chata” do sucesso que poucos estão dispostos a encarar.

10420427_880401198659966_6051606596179071555_n
(O baixinho da direita sou eu. Ao meu lado, André, da seleção brasileira de volei, Gisele da ABRH e o Xuxa)

Na noite de ontem a ABRH/Campinas promoveu sua confraternização de final de ano e convidou o Fernando Scherer (Xuxa para os íntimos) para palestrar sobre “superação e desafios” – como transformar sonhos em metas e metas em resultados.

Para quem não o conhece, Xuxa foi duas vezes medalhista olímpico pela equipe brasileira de natação (bronze em 1996 nos 50 ms livre e bronze em 2000 nos 4×100 – onde, após um acidente, nadou com os ligamentos de seu tornozelo parcialmente rompidos).

Bem, como alguém se torna um medalhista olímpico ?

Simples : treinando !

Treinando todo santo dia.

Seis vezes por semana – em piscina fria mesmo.fernandoscherer16062012

E no auge de seus treinos, Xuxa nadava diariamente entre 12.000 a 16.000 ms. (Isso mesmo caro leitor, os números estão corretos. Tudo isso apenas para participar de “um tiro”, de uma prova de 50 ms) – nota: claro que nessa altura do campeonato não era “só treinar”, pois havia todo um aparato à sua disposição, desde nutricionista, guru espiritual, etc.

O esforço de Xuxa foi recompensando. Seu “sonho” era “apenas” ser medalhista olímpico, ele queria apenas ganhar uma medalha e, no final, ganhou duas.

Xuxa compartilhou ainda o sonho e esforço de outro nadador, o norte-americano Michael Phelps. O sonho desse “ser de outro mundo” era ganhar oito medalhas olímpicas de uma só vez, numa única olimpíada – feito “meio” impossível; vez que para se ganhar as oito medalhas é necessária a participação da “equipe de natação” nas modalidades de revezamento (são cinco provas individuais e três de revezamento)arq_96112

Moral da história: em 2004 Phelps levou seis medalhas de ouro e duas de bronze. Não tendo seu sonho realizado, Phelps passou a treinar “apenas” sete vezes por semana (mais impossível, certo ?!) e, em 2008, realizou seu sonho de conquistar as oito medalhas de ouro.

Quando se fala em sonhos e, consequentemente, em “sucesso”, guardo ainda comigo um recorte das páginas amarelas da revista Veja 2193, edição de 1º de dezembro de 2010, com a entrevista do economista e guru de negócios Jim Collins.

Perguntaram ao Collins: “Os malucos criativos não vão longe ?”

Sua resposta foi:VEJA 2193 01.12.2010 - Jim Collins 2 002

“A criatividade serve para começar, mas, se o maluco criativo não tiver um lado de construtor, de organizador, ele ficará no meio do caminho. Sam Walton, fundador do Walmart, começou com uma loja de esquina. Após sete anos, abriu uma segunda loja. Depois, mais sete. Em 25 anos, tinha centenas de lojas. Era disciplinado e sistemático.

Sam Walton dizia que tinha a personalidade de um promotor de vendas e de um criador, mas a alma de um operador. A habilidade de operar, de construir, de organizar um sistema é que o levou tão longe. Não se fala muito disso porque é chato, requer disciplina, paciência, esforço, mas essa é a verdadeira história do sucesso americano.

E toda vez que penso em “sucesso”, sou tentando a consultar o Mr Google e dessa vez perguntei-lhe sobre quantos livros citam a tal palavra. Em apenas 0,32 surgiram apenas 15.800.000 resultados.

É incrível como as livrarias estão cheias; a cada hora um novo lançamento – de sucesso; de como realizar seu sonho, de como chegar no topo.

E as pessoas compram; claro que compram. Compram porque ainda não entenderam qual a diferença entre sonho e devaneio.

No primeiro, há um objetivo definido e comprometimento (muito, mas muito comprometimento). No segundo, bem no segundo…. quer se ganhar dinheiro, sem trabalhar; fincar a bandeirola no topo, sem subir a montanha; emagrecer sem fechar a boca ou sem aumentar a carga de atividade física – aí, o indivíduo não tem os resultados que deseja, se acha um coitado e fica choramingando o resto da vida. Óh pobre Hardy….

Bem, paro por aqui, pois como disse o Collins a verdadeira história do sucesso é chata !

O que achou desse artigo?

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s