Aumentando as possibilidades de sentimentos

Disse no post anterior que “o mapa não é o território”; ou seja, que nossa percepção é e será sempre limitada; uma vez que somos incapazes de captar e compreender tudo o que se passa a nossa volta.

Por “mapa” podemos entender ainda uma “banco de dados“ dos “registros”, dos “significados de nossas experiências.

Então, quanto mais simples for esse mapa, mais pobre será a nossa percepção da realidade.

Como assim ?

Vou dar um exemplo : quantas vezes alguém não perguntou a você, leitor, como você estava e você simplesmente respondeu “bem” (como se esse “bem”, explicasse tudo) ? E logo após ter respondido “bem”, você explodiu porque algo o estava preocupando ou aborrecendo ?   Já viu essa cena ?

O que acontece quando não conseguimos expressar o que efetivamente estamos sentindo ?

Além dos já conhecidos sintomas, como medo e timidez, a possibilidade que quero compartilhar é a de que o “mapa”, o “banco de dados” de percepção de sentimentos é muito pequeno; dispõe de poucas alternativas.

O que fazer ?

Bem, minha sugestão é a de aumentar o tal “banco de dados” e se permitir experimentar, experimentar, experimentar ………..

Aumentar o banco de dados ?

Sim, é isso mesmo.  Abaixo segue uma lista que poderá ajudá-lo a aumentar as possibilidades de “como se sentir” – que também te ajudará a realizar diferentes escolhas de comportamentos e atitudes.

Quando se der a oportunidade, ”procure identificar o que realmente está acontecendo contigo naquele exato momento e verifique se alguma dessas sugestões podem lhe ser úteis.

Já pensou, ao invés de sentir “apenas” “bem”, poder se sentir “próspero, atento, fascinado, esperançoso, em estado de gratidão, maravilhado, radiante, sereno, em estado de prudência, encantado, eufórico” ?

Ou, ao invés de apenas dizer “mal”, poder perceber que está “incomodado, indeciso, frágil, carente, inseguro, indiferente, só, sensível” ?

Isso é importante, faz diferença ?

Eu acredito que sim !  Afinal, quando sequer conseguimos dizer para nós mesmos como estamos nos sentindo, muito provavelmente não conseguiremos fazer escolhas, adotar comportamentos ou iniciativas que sejam realmente adequadas as nossas necessidades.   Tampouco permitimos que aqueles que estão a nossa volta compreendam o que de fato se passa conosco ou quais são as nossas necessidades.

Lembre-se: “a vida não é um conceito, é uma experiência”.  Permita-se experimentar coisas novas e compartilhe aqui de seus resultados.

Fraternos abraços

Abalo Comprometimento Discriminação Gula Malignidade Respeito
Abatimento Compulsão Dispersão Harmonia Maravilhar-se Responsabilidade
Aceitação Concentração Disponibilidade Hipocrisia Masoquismo Ressentimento
Adaptação Conciliação Disposição Histeria Medo Revanchismo
Adoração Confiança Dissimulação Honestidade Meiguice Revide
Afeição Conflito Distanciamento Honra Melancolia Revolta
Afetividade Conformismo Divagação Horror Mistério Rigidez
Afirmação Confusão Divagação Hostilidade Morte Sabedoria
Agitação Congruência Divisão Humanidade Necessidade Sadismo
Agonia Consciência Humilhação Negativismo Safadeza
Agressividade Conseqüência Docilidade Idealismo Negligência Sagacidade
Ajustamento Consolação Dominação Igualdade Nojo Sarcasmo
Alegria Constrangimento Dor Iluminação Obcecação Satisfação
Alienação Contentamento Dúvida Ilusão Obediência Saturação
Amargura Convicção Educação Imparcialidade Objetividade Saudade
Ambição Coragem Efusão Imperfeição Obliteração Segurança
Amor Cordialidade Egoísmo Incapacidade Observação Sem-graceza
Angústia Covardia Embaraço Incoerência Obstinação Sem-vergonhice
Ânimo Credulidade Emburramento Incompatibilidade Ódio Sensatez
Ansiedade Crença Empatia Incompreensão Orgulho Sensibilidade
Antipatia Criatividade Empolgação Incongruência Otimismo Sensualidade
Apatia Culpa Encaixe Inconsciência Ousadia Separação
Apego Cumplicidade Encantamento Inconseqüência Paciência Serenidade
Apoio Curiosidade Energia Inconstãncia Paixão Servidão
Apreensão Curtição Engano Incredulidade Pânico Simpatia
Ardor Decepção Engrandecimento Indecisão Paralisia Sinergia
Arrependimento Decisão Entusiasmo Independência Passividade Sofrimento
Arrogância Delicadeza Equilíbrio Indiferença Pavor Solidão
Atenção Dengo Erraticidade Inércia Paz Solidariedade
Atração Dependência Esgotamento Inferioridade Pedantismo Sonho
Ausência Depressão Espanto Infidelidade Pena Sossego
Autismo Derrota Esperança Ingenuidade Perceptividade Suavidade
Autoritarismo Desafeição Espiritualidade Ingratidão Perda Subserviência
Avareza Desajeitamento Espirituosidade Inibição Perdão Sufoco
Aversão Desamparo Estabilidade Iniciativa Perfeição Superioridade
Avidez Desânimo Estarrecimento Injustiça Perseverança Surpresa
Beleza Desapego Estresse Inocência Persistência Tédio
Boa-intenção Desapontamento Estruturação Inquietação Perturbação Teimosia
Bom-humor Desconfiança Estupor Insatisfação Perversidade Temor
Bondade Desconsolação Euforia Insegurança Pessimismo Tenacidade
Bravura Descontração Exaustão Insensatez Piedade Ternura
Brilhantismo Descrença Expectativa Insensibilidade Plasteza Terror
Brio Desejo Explosão Instabilidade Positivo Tesão
Calma Desencanto Êxtase Integração Posse Timidez
Capacidade Desesperança Falsidade Integridade Prazer Tolerância
Carência Desespero Familiaridade Inteligência Preconceito Tranqüilidade
Caridade Desestruturação Fanatismo Interesse Preguiça Tristeza
Carinho Desgaste Fascínio Intimidade Preocupação União
Carisma Desgosto Intranqüilidade Pressa Unificação
Castidade Desgraça Felicidade Intrepidez Prestatividade Urgência
Catalepsia Desilusão Ferocidade Intrometimento Proatividade Vaidade
Cegueira Desinibição Fidelidade Inveja Prosperidade Valentia
Celeridade Desintegração Fingimento Ira Prudência Vergonha
Centrado Desinteresse Flacidez Irritação Pudor Vibração
Chateação Desligamento Flacidez Isolamento Querer Vida
Ciúme Deslumbramento Flexibilidade Justiça Radiância Vigor
Civilização Desonestidade Força Lástima Raiva Vingança
Civismo Desorientação Fracasso Leveza Rancor Virtuosidade
Clareza Desprazer Fragmentação Liberdade Realização Vítima
Coerência Desprezo Franqueza Libertinagem Rebeldia Vitória
Cólera Desrespeito Fraqueza Liderança Receptividade Vivacidade
Comoção Desunião Frieza Loucura Rejeição Volúpia
Compadecimento Determinação Frivolidade Luto Remorso Vontade
Compaixão Devaneio Frustração Luxúria Renúncia Vulnerabilidade
Companheirismo Dignidade Fuga Mágoa Repelência
Competitividade Dilema Gentileza Má-intenção Repugnância
Complacência Diletantismo Graça Maldade Reserva
Compreensão Discórdia Gratidão Mal-humor Resiliência

2 comentários em “Aumentando as possibilidades de sentimentos

  1. Olá Vera
    Gratidão pela atenção, retorno e bom humor.
    Imagino que as pessoas que tinham pressa, assim como eu, simplesmente deixaram de fazer as devidas correções. Às vezes essa coisa de Ctrl C, Ctrl V é um tiro pela culatra.
    Por “plasteza” vamos considerar flexibilidade, maleabilidade, adaptabilidade ou mesmo plasticidade.
    Como você mandou bem na foto com o Einstein, tenho a certeza de que entenderá que muito mais importante do que a adoção de diferentes “estados ou sentimentos” é a ideia de que podemos ir além da costumeira e tão conhecida “paralisia”, do costumeiro “estou bem”, “estou mal”; sair dos buracos já conhecidos e experienciar novas possibilidade.
    Falando nisso, já leu a “autobiografia em cinco capítulos” ?
    Se não, dá uma olhada na coluna das metáforas.
    Abração

    Curtir

O que achou desse artigo?

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s